Passa-se o ponto

the-reader

Bom, enrolei o que pude antes de anunciar o inevitável: este Não me Culpem pelo Aspecto Sinistro está baixando as portas.

Primeiro, porque um raio dum pau no Banco de Dados SQL sumiu com as imagens de cinco anos de posts; reinseri-las na unha (por mais que tivesse chegado a cogitar tal coisa) está, naturalmente, fora de questão.

Segundo, porque o UOL, onde hospedei o blog no mesmo período, andou querendo aprontar comigo na mesma proporção do que gasto com eles mensalmente. Talvez eu migre o conteúdo para outro host, mas isso ainda não é certo.

Terceiro, porque – e esta é uma boa razão – será um estímulo para eu colaborar com mais frequência no Brasil Post, onde cometi uns poucos textos nos últimos meses. Além de novos posts, minha intenção é reviver por lá alguns dos melhores deste finado. A gente pode se acostumar com a morte, mas não lidamos bem com a ideia de que o que andamos despejando na nuvem, em nosso nome, possa vir a desaparecer, como se nem tivesse existido.

Então, antes que esta página se apague (brrr), convido os eventuais interessados a visitar meu secos & molhados lá no Brasil Post (clique aqui). Favoritem, curtam, sigam.

Nos vemos. Abraços e beijos a todos.

Você, você e você

0britons-wants-you
armypropaganda

Em um dos ensaios de Medo, Reverência e Terror (Companhia das Letras, 200 págs., R$ 39,50), Carlo Ginzburg analisa o sucesso publicitário dos cartazes patrióticos do seu-país-precisa-de-você. Embora o do Tio Sam seja o mais conhecido entre nós, essa é uma história que começa na Inglaterra. O primeiro a apontar o dedo em perspectiva (boa sacada) foi o secretário da Guerra, Lorde Kitchener, conclamando os súditos da rainha a se alistarem nas fileiras da Primeira Guerra Mundial. O sucesso foi tal que a ideia acabou replicada várias vezes, por diferentes países e ideologias: a Rússia comunista (o dedo ali é de Trotsky), os Estados Unidos, a Alemanha e a Itália, todos naqueles mesmos anos turbulentos.

Dino Buzzati, desenhos e pinturas

Buzzati

[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_i-ronfioni-1970.jpg]780I Ronfioni / 1970
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_il-delitto-di-via-calumi-1962.jpg]660Il Delitto di Via Calumi / 1962
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_la-giacca-1967.jpg]520La Giacca / 1967
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_la-parete-1958.jpg]490La Parete / 1958
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_la-ragazza-che-precipita-1962.jpg]460La Ragazza che Precipita / 1962
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_la-vampira-1964.jpg]390La Vampira / 1964
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_noites.png]450ilustracao de 1926, capa de edicao de 1983 para As Noites Dificeis
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_orsi-in-sicilia.jpg]370Ilustração A Famosa Invasão dos Ursos à Sicília
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_piazza-del-duomo-di-milano-1958.jpg]340Piazza del Duommo di Milano / 1958
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_poem-strip-1969.jpg]360Desenho de Poema em Quadrinhos / 1969
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_poem-strip1969.jpg]330Desenho de Poema em Quadrinhos / 1969
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_i-misteri-dei-condomini-1965_0.jpg]300I Misteri del Condomini / 1965
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_gli-apriranno1958.jpg]270Gli Aprianno / 1958
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_babau.jpg]270Il Babau /1970
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_prova-dautore.jpg]280Prova d'ature / 1970
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_ritratto-califfo-mash-er-rum-e-le-sue-20-mogli.jpg]290Ritratto Califfo Mash er Rum e Le Sue 20 Mogli
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/buzzati/thumbs/thumbs_thesiren-1984.png]300Ilustração para capa de A Sirene

Anos atrás, publiquei um texto sobre a obra de Dino Buzzati em que citava, logo no começo, as pinturas e desenhos da lavra do escritor. E acabou que — com a criação deste blog depois — fiquei devendo mais imagens além das que ilustravam a matéria na época e não aparecem hoje no site. Saldo a dívida na galeria acima, que inclui imagens que ilustraram capas de livros de Buzzati, outras do infanto-juvenil A Famosa Invasão dos Ursos na Sicília (Berlendis & Vertecch, 160 págs., R$ 51) e do Poema em Quadrinhos (Cosac Naify, 224 págs., R$ 44), lançado por aqui no passado. Mas há também desenhos pop e quadros difíceis de achar por aí.

Como sempre, clique em”FS” para ver em tela cheia e em “I” para ler a legenda, quando houver.

(Publicado em 16/11/2011)

Retratos em vinil

Retratos em vinil

[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_1.jpg]680
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_10.jpg]10
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_11.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_2.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_3.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_4.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_5.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_6.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_7.jpg]10
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_8.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/retratos-em-vinil/thumbs/thumbs_092811_alejandro_de_antonio_vinyl_portraits_9.jpg]20

Tem uma onda na internet de gente fazendo retratinhos de celebridades pop com materiais pouco ortodoxos. Um faz com queijo, outro com vinho — sem sacanagem, são coisas separadas, não cardápio prum dia de frio entre amigos. Apesar de algo engenhoso, têm um certo gosto (estético, friso) duvidoso, mas está aí o Vik Muniz com sua geleias e chocolates para provar que dá surfar nessa quase nova era sem tintas. Entre os escultores, tem uns excêntricos que picotam várias listas telefônicas para montar verdadeiros totens; outros michelangelos acham a cara da personalidade nas páginas de um livro.

Entre os que me parecem mais simpáticos está a série acima, feita pelo designer Alejandro de Antonio para o projeto Materiais Não-Convencionais da espanhola Art Room.

(Publicado em 5/10/2011)

Os corpos de Santin

Santin

[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_yeh-100x70inches-oil-on-canvas-2013hr.jpg]280
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_trash-julia-240x160cm-oil-oncanvas-2010hr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_still-life-170x270cm-oil-on-canvas-2012hr-santin.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_shasha-99x66inches-oil-on-canvas-2013hr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_schonleinstrasse-240x180cm-oil-on-canvashr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_santin-off-250x150cm-2010hr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_pausa-250x170cm-2009hr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_ofelia-250x160cm-oilcanvas-2009hr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_laura-150x250cm-oil-on-canvas-2011hr-santin.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_hobrechtstrasse-250x170cm-2011hr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_fall-300x200cm-oil-on-canvashr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_derdammdesriesen-hr-santin.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_chamorro-60x60-2012hr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_busing-94x53inches-oil-on-canvas-2013hr.jpg]00
[img src=http://www.almirdefreitas.com.br/blog/wp-content/flagallery/santin/thumbs/thumbs_ama-ya-250x170cm-2010hr.jpg]00

Outro espanhol, Antonio Santin, anda fazendo sucesso na internet, de uns tempos pra cá, com suas pinturas hiper-realistas de corpos sob tapetes (aqui, por exemplo). Claro que a ideia é genial, mais original e perturbadora. Mas achei que os corpos de mocinhas largados à vista, com um quê de classicismo e outro de perversão, valiam uma espiada. Clique em FS para ver em tela cheia.

Su casa

Em agosto do ano passado, a artista plástica, ilustradora e designer Milena Galli embarcou para a Alemanha, a fim de participar de uma residência concebida por três artistas alemãs independentes, em parceria com a prefeitura de Hoyerswerda, uma cidade interiorana do lado oriental do país. Milena, que foi uma das melhores designers que já trabalhou na BRAVO!, ocupando o cargo de editora de arte, conta como foi o projeto, do qual participaram 30 artistas de vários lugares do mundo:

“Com um histórico crescente de emigração por conta da falta de emprego, Hoyerswerda possuía muitos conjuntos habitacionais abandonados, e a prefeitura os implodiria para transformar as áreas em parques. A ideia da residência era usar esses prédios como ateliê e espaço expositivo antes que isso acontecesse. Nós usamos esses prédios como moradia e estúdio por um mês, e cada um deveria desenvolver individualmente ou em grupo seu projeto. No fim de agosto, os apartamentos viraram “galerias de arte” abertas à visitação, e, no começo de setembro, foram implodidos.”

O resultado do trabalho, Make Your Home at Yourself, pode ser visto no vídeo acima. As outras obras do projeto podem ser conferidas no blog Art Block. “Um dos que eu mais gosto é de um belga que literalmente serrou a junção do chão e teto com as paredes de um quarto e rotacionou essas paredes, mudando a planta do apartamento”, ela diz.

(Publicado em 4/6/2009)

Gregor (Folon) Samsa

As imagens são do artista plástico belga Jean-Michel Folon, para uma edição italiana de A Metamorfose, de Franz Kafka, publicada em 1973. Clique em “FS’ para ver em tela cheia.

[Via 50Watts]