10 contos

11111

Semana que vem chega às bancas o número 9 (!) da série Bravo! 100, editada por este que vos fala. Desta vez, fizemos um ranking de contos da literatura mundial, acompanhado de textos analíticos. Mudam-se os temas, mas certamente não os costumes. Como aconteceu nas edições passadas, devo apanhar por causa das escolhas, da ordem, das ausências; dos contos de fulano, que devia ser b, c ou d, não a; da pequena quantidade desta ou daquela minoria; do americanismo ou outro ismo. Enfim, é do jogo.

Para dividir a malhação em suaves prestações, antecipo aqui os dez primeiros da lista, que – como sempre friso nas introduções dessas edições – é uma de muitas possíveis. Em breve, posto a lista completa.

  1. A Dama do Cachorrinho, Anton Tchekhov
  2. Bola de Sebo, Guy Maupassant
  3. O Poço e o Pêndulo, Edgar Allan Poe
  4. O Capote, Nikolai Gogol
  5. Colinas como Elefantes Brancos, Ernest Hemingway
  6. Os Mortos, James Joyce
  7. O Prado de Bezhin, Ivan Turguêniev
  8. Bartleby, o Escrivão, Herman Melville
  9. Tlön, Uqbar, Orbis Tertius, Jorge Luis Borges
  10. A Tragédia de um Personagem, Luigi Piradello

9 Replies to “10 contos”

  1. Sempre será uma escolha subjectiva … parabéns pela escolha (ou recolha); o importante é que ela continue acontecendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.