Começos famosos de romances, upgraded – 2

Agora não tem jeito: os upgrades dos começos famosos de romances brasileiros, abaixo, são da lavra deste blogueiro, inspirado pelos da McSweeney’s. Podem me culpar desta vez, só para variar.

“Uma noite destas, vindo da cidade para o Engenho Novo, encontrei no trem da Central um rapaz aqui do bairro, que eu conheço de vista, de chapéu, de Facebook, de Twitter e Instagram.” (Dom Casmurro, Machado de Assis)

“Nonada. Tiros que o senhor ouviu foram de briga de homem não, Deus esteja. Povo prascóvio. O senhor tolere #istoeosertao (Grande Sertão: Veredas, Guimarães Rosa)

“Antes de iniciar este livro, imaginei construí-lo em crowdsourcing.” (São Bernardo, Graciliano Ramos)

“Aos 16 anos matei meu professor de lógica. Invocando a legítima defesa — e qual defesa seria mais legítima? — passei ao segundo estágio e ganhei um Teacher Killer Trophy na Playstation Network.” (A Lua Vem da Ásia, Campos de Carvalho)

8 Replies to “Começos famosos de romances, upgraded – 2”

  1. “_ _ _ _ _ _ estou procurando, estou procurando. Estou tentando entender. Nada no google, nada na wikipedia, nada no yahoo.” (Clarice Lispector – A paixão segundo G.H.)

  2. Ou: “Nonada. Tiros que o senhor ouviu foram de briga de homem não, Deus esteja. Povo prascóvio. O senhor tolere #sertaodadepressao (Grande Sertão: Veredas, Guimarães Rosa)

  3. “A @MariaHGatinha, como se já esperasse por aquilo, postou em seu twitter como envergonhada do gracejo, e deu-lhe também em ar de disfarce um tremendo ‘cutucão’ no facebook. Era isto uma declaração em forma, segundo os usos das redes sociais: levaram o resto do dia de bate-papo off-line no msn; ao anoitecer passou-se a mesma cena de retweetar @chicolatras “Hoje o samba saiu procurando você” e mais uma cutucada no facebook, com a diferença de serem desta vez um pouco mais ‘frequentes’; e no dia seguinte estavam os dois amantes tão extremosos e familiares, que pareciam sê-lo de muitos anos da época do ‘icq’.” (Memórias de um Sargento de Milícias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.